A respeito da proibição da Prefeitura de Montes Claros quanto ao acesso dos torcedores ao Ginásio, o Montes Claros América Vôlei tem as seguintes considerações:

Nós acompanhamos todos os processos de liberação. Ficamos felizes com a volta da quase total normalidade da cidade e entendemos que todos os segmentos são importantes para a economia.

O vôlei também, como produto econômico é uma opção de lazer à cidade, buscou a liberação junto à Prefeitura para que tivéssemos 30% da capacidade. Todas as liberações no mesmo formato que foram destinadas aos cinemas, listadas a seguir:

– 30% capacidade do ginásio;
– ter tomado pelo menos uma dose da vacina;
– uso de máscara obrigatório;
– álcool em gel na entrada;
– verificação de temperatura;
– não venda de alimentos no ginásio em um espaço totalmente arejado e que se faz possível o trabalho seguindo todo o contexto de segurança relacionado à Covid-19.

De acordo com os eventos esportivos realizados no Brasil e com os estudos científicos feitos, foi provada a segurança que tem os eventos esportivos hoje, ainda mais com esse número de medidas. Dessa forma, esperávamos sim, a liberação após quase dois anos sem público no ginásio e, na estreia do Campeonato Mineiro contra uma grande equipe, o Sada Cruzeiro, mostrar para o Brasil o retorno da torcida de Montes Claros ao palco do voleibol nacional.

Infelizmente, a Prefeitura não entendeu da mesma forma e manteve a não liberação do público, o que nos entristece neste momento de retomada e de um novo cenário tanto econômico quanto de saúde pública que vivemos atualmente no Município. Praticamente todas as atividades estão liberadas e, nesse momento, o vôlei está sendo privado de ter esse contato direto com o torcedor, que é o maior patrimônio da equipe na cidade.

Entendemos a preocupação da Prefeitura de Montes Claros com a segurança epidemiológica da população, enaltecemos todo o trabalho durante todo este período e seguimos com o propósito de logo ter novamente a torcida do nosso lado, vibrando e apoiando à equipe nos jogos.